19/12/2013

Serviços e Cidadania: parceiros finalizam serviços em Curitiba

Instituto Alzheimer Brasi e Apad contaram com empresas parceiras do Instituto GRPCOM para demandas de comunicação.

Mais duas empresas parceiras do projeto Serviços e Cidadania do Instituto GRPCOM anunciaram a finalização de serviços de comunicação que estavam prestando para ONGs de Curitiba e região. Ao todo, só em Curitiba, mais de 40 serviços já foram entregues. Entre os últimos trabalhos finalizados está o do Instituto Alzheimer Brasil (IAB), que solicitou ao Serviços e Cidadania um parceiro que pudesse desenvolver uma identidade visual para as camisetas que a instituição planejava confeccionar. As camisetas seriam direcionadas para pessoas que representam a instituição em eventos e também para venda, a fim de arrecadar fundos para a ONG. Quem aceitou a parceria foi a Nexo Design, empresa de Curitiba especializada em serviços de comunicação, marketing e design.

A agência desenvolveu quatro artes diferentes para as camisetas, todas transmitindo mensagens de sensibilização da sociedade sobre a importância da atenção e carinho ao paciente com Alzheimer. “O briefing foi bastante claro, de modo que o processo fluiu bem e o resultado foi rápido. Ficamos contentes em auxiliar uma instituição com propósitos como esse”, avaliou Laís Yano, designer da empresa responsável pelo atendimento do IAB. A presidente do IAB, Elizabeth Piovezan, também ficou satisfeita com o resultado. Tanto que utilizará as quatro opções para a confecção das camisetas. De acordo com a agência, um serviço como esse, cuja carga horária de trabalho foi de 50 horas, custaria cerca de R$1.200.

Outro serviço finalizado, também de comunicação, foi o da Associação Paranaense de Apoio ao Diabético Juvenil (Apad). A instituição solicitou o serviço de assessoria de imprensa para a cobertura da campanha “Novembro Azul”, que visou a conscientização da sociedade para a prevenção do diabetes e para a necessidade de ampliação dos programas preventivos. A Agência Savannah, de São José dos Pinhais, foi quem atendeu a demanda. De acordo com a diretora de jornalismo da empresa, Jaqueline Gluck, a repercussão na mídia superou as expectativas. “Nos surpreendemos com o volume de entrevistas que a APAD concedeu graças ao trabalho”, comentou.

A gerente geral da Apad, Helenice Martins, também se impressionou com a ampla divulgação. “No mês de novembro em que é comemorado o Dia Mundial do Diabetes, também fizemos nossa festa de 30 anos, igualmente divulgada. Em nenhum momento na história da Apad fomos tão procurados pela mídia”, observou. De acordo com a empresa, o serviço de assessoria de imprensa feito por meio do Serviços e Cidadania,  teve carga horária de 40 horas de trabalho, o que custaria, em média, R$2.800.

E a parceria não deve se encerrar. A Agência Savannah já sinalizou que vai continuar atendendo a instituição de forma voluntária.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.