17/02/2012

Serviços e Cidadania anuncia primeiro trabalho finalizado em Londrina

Centro de Apoio Esperança Dr. Renato Viotti recebeu consultoria do ISAE/FGV, na área de gestão administrativa

O projeto Serviços e Cidadania, de apoio às ONGs paranaenses, registrou nesta semana o primeiro trabalho concluído na região de Londrina. A consultoria dada pelos voluntários do ISAE/FGV ao Centro de Apoio Esperança Dr. Renato Viotti valeu praticamente por três: o aluno Nei Domiciano, do MBA em Gestão Estratégica de Empresas, auxiliou a ONG por meio de assessoria nos processos administrativos; o Plano de Cargos e Salários foi realizado pela psicóloga Thais Bruschi, aluna egressa do MBA em Gestão Estratégica; e outro projeto em andamento está sendo desenvolvido por Ediclei Garcia, aluno de Pós-graduação em Gestão Empresarial. 
 
Para a diretora da ONG, Iracema Ferreira dos Santos, os resultados foram bastante satisfatórios e úteis. “É bom saber que a entidade está bem direcionada”, afirmou. Além disso, “o trabalho realizado trouxe para o Centro de Apoio uma forma melhor de contratação de funcionários, bem como uma readequação das atividades a serem realizadas, de acordo com as funções de cada um”, completou.
 
Tiago Garcia, coordenador do programa de voluntariado Uaná, do ISAE/FGV, diz que o serviço realizado demandou 47 horas de dedicação dos voluntários. Ele destacou a participação da ONG no processo. “Sempre tivemos um feedback positivo dos voluntários, principalmente em relação à disponibilidade da ONG em recebê-los e em atendê-los para melhor performance do trabalho proposto”, elogiou.
 
“A ONG também foi compreensiva em relação aos problemas surgidos durante o processo, como a desistência de parte dos voluntários encaminhados. A senhora Iracema sempre se mostrou interessada – nossa percepção é de que a diretoria da ONG percebia valor significativo no serviços prestados pelos voluntários, sempre entendendo as particularidades de cada um”, contou Tiago.
 
No fim, tanto a ONG quanto o parceiro avaliaram positivamente o projeto Serviços e Cidadania, do Instituto GRPCOM. “É muito bom, pois traz maior orientação e direcionamento para as entidades”, disse Iracema. Para Tiago, a iniciativa é uma proposta muito interessante de articulação institucional, que “contribui para o engajamento das organizações no que diz respeito ao incentivo em projetos de voluntariado corporativo”.
 
Abaixo, a equipe do ISAE que participou do projeto:
 
 
 
 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.