17/02/2014

Serviços e Cidadania abre edital para ONGs de Curitiba e Região

Editais ajudarão equipe do Instituto GRPCOM a melhorar o atendimento das demandas das instituições

O projeto Serviços e Cidadania segue aperfeiçoando sua forma de atendimento às ONGs. Foi lançado hoje o primeiro edital destinado as instituições de Curitiba e Região Metropolitana, para atendimento em serviços nas áreas de gestão e comunicação. A mudança visa valorizar as demandas e qualificar o acompanhamento de cada serviço executado pelos parceiros do IGRPCOM, com o objetivo de gerar resultados ainda mais satisfatórios para as ONGs participantes do projeto. 

Por enquanto, os editais valem apenas para as solicitações feitas por instituições com sede em Curitiba e Região. Nas outras regionais do Instituto GRPCOM, o processo continua igual – com as ONGs podendo solicitar serviços 365 dias por ano, 24 horas por dia. As entidades da Região de Curitiba, no entanto, só serão atendidas se solicitarem serviços durante os períodos de vigência dos editais. Para participar da seleção, as instituições devem fazer a inscrição da demanda no site, no período indicado pelo edital. Para este primeiro edital (a ideia é que aconteçam outros, ao longo do ano), o prazo vai do dia 17 de fevereiro ao dia 14 de março de 2014.

É fundamental fornecer todas as informações solicitadas no formulário. As solicitações recebidas dentro do prazo serão avaliadas pela equipe do Instituto GRPCOM, que em conjunto com os seus parceiros definirá quais demandas serão atendidas naquele momento ou não. Como critérios de seleção, estão a relevância do serviço para empoderamento da instituição, a disponibilidade da entidade em acompanhar e colaborar com o parceiro durante a execução do serviço, a disponibilidade dos parceiros, entre outros

O coordenador estadual do projeto, Rafael Finatti, explica a iniciativa: "Foi um processo natural. Em Curitiba o projeto já está consolidado e nós tivemos em 2013 um número de solicitações muito acima do que imaginávamos. Não temos condições de atender todas elas com a mesma qualidade. Por isso, pensamos na ideia dos editais como uma ferramenta para qualificar os nossos processos e para melhor podermos auferir os impactos de nosso trabalho na vida das ONGs que atendemos. É uma mudança que beneficiará a todos!", garante Finatti. 

Clique aqui para ler o edital nº 001/2014 do projeto Serviços e Cidadania.

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.