15/04/2011

Série de reportagens veiculadas na Gazeta do Povo e RPC TV resulta em lições importantes

Comportamento da sociedade, imprensa, órgãos fiscalizadores e políticos foram alguns dos itens abordados e que estimularam a cidadania do povo paranaense

Em março do ano passado, a Gazeta do Povo e a RPC TV começaram a divulgar reportagens sobre um esquema de desvio de dinheiro público na Assembleia Legislativa do Paraná, que em 16 anos desviou R$ 100 milhões. O resultado da série Diários Secretos foi a realização de uma investigação do Ministério Público Estadual (MP) e a organização do Movimento Paraná que Queremos, ato público organizado pela Seção Paraná da Ordem de Advogados do Brasil e apoiado por mais 200 entidades e 100 mil pessoas.
 
Do Movimento que exigiu medidas moralizadoras da Assembleia, a reivindicação atendida ainda em 2010 foi a aprovação da proposta de Lei da Transparência. E o MP denunciou 11 pessoas sob a acusação de fraudar uma lista de servidores em 2009. A imprensa cumpriu com seu papel de fiscalizadora eficiente do poder público e a sociedade mostrou que não perdeu sua capacidade de mobilização.
 
Apesar da reeleição dos parlamentares investigados, vista com pessimismo pela sociedade, o Diários Secretos pode ser considerado um marco de mobilização em prol da moralização, em tempos de crise. E mudanças culturais levam tempo para ocorrer, mas é dessa forma que se aprende a ser cidadão e é possível vislumbrar a construção de um futuro melhor.
 
Leia aqui a coluna de Rhodrigo Deda, no Jornal Gazeta do Povo, que traz um quadro resumido dos fatos relacionados à série de reportagens e as lições derivadas dela.
 
 
 
 

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.