15/07/2010

Seminário sobre o Professor e a Leitura de Jornal

Equipe de Educação do Instituto RPC participa de evento na Universidade Estadual de Campinas

O núcleo de Educação do Instituto RPC está participando do Seminário Nacional sobre o Professor e a Leitura de Jornal, que acontece em Campinas-SP. O evento, que começou ontem (14) e vai até amanhã (16/07) está em sua 5ª edição e reúne educadores e comunicadores de todo o Brasil para debater o tema Educação, Mídia e Formação Docente, através de conferências, mesas redondas e oficinas.
 
A abertura oficial das atividades do seminário se deu no centro de convenções da Unicamp, com a palestra sobre Ética e Multimídia, ministrada por Mário Sergio Cortella.  Na oportunidade, o filósofo e educador da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo apresentou prós e contras da relação do uso de meios multimídia no ambiente pedagógico e fez relação com a dimensão ética. 
 
Para Cortella, a tecnologia não pode ser desconsiderada no trabalho escolar, mas a questão não se encerra na afirmação da necessidade de tecnologias. A chave está em entender a finalidade do uso de cada recurso. “A aula independe dos recursos utilizados. A multimídia não é só tecnologia, mas também o corpo docente”, disse ele. No decorrer da oficina, o educador ainda relacionou o tema com exemplos filosóficos, fatos históricos, filmes e artes.
 
O Jornal na Escola
A coordenadora do Instituto RPC Ana Gabriela Simões Borges (em pé, na foto ao lado) ministrou uma oficina sobre o jornal na escola, a partir da experiência do projeto Ler e Pensar, desenvolvido pelo IRPC. “Muita gente acha que o jornal está ultrapassado, mas isso não é verdade. É um veiculo atraente, viável e acessível para o trabalho de sala de aula”, afirmou.
 
Na oficina, foram apresentados um breve histórico do uso do jornal na escola, possibilidades de trabalho, jargões jornalísticos e gêneros textuais. Discutiu-se ainda o formato, a proposta, a viabilidade e a produção do jornal na escola. Em um segundo momento, os participantes foram organizados em grupos para elaboração de um jornal, como forma de exemplificar as possibilidades de atuação discutidas.
 
Programa Jornal e Educação
Outro momento do evento foi o encontro promovido pela Associação Nacional de Jornais (ANJ), entre os representantes dos Programas de Jornal e Educação. A jornalista Andressa Grilo, membro da equipe pedagógica do projeto Ler e Pensar, apresentou um balanço das atividades realizadas entre os meses de Julho de 2009 a Junho de 2010.
 
Além das atividades do projeto, foram apresentadas algumas considerações e orientações sobre o enquadramento do projeto na Lei Rouanet. Ao final do encontro, Cristiane Parente, coordenadora do Programa Jornal e Educação da ANJ, ressaltou a qualidade do trabalho conjunto que os programas têm realizado e a integração entre os membros das equipes.
 
 
– Você pode acompanhar mais informações sobre o Seminário através do site da ANJ.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.