13/09/2016

RPC recebe 454 visitantes em agosto

Iniciativa, desenvolvida pelo Instituto GRPCOM, visa levar crianças, jovens e adultos a conhecer as emissoras no Paraná

Em agosto, a RPC recebeu 20 visitas através do Programa de Visitas, desenvolvido pelo Instituto GRPCOM. Foram 454 visitantes no total – entre crianças, adolescentes, jovens e adultos – de instituições de ensino superior, escolas municipais, colégios estaduais e OSCs, que tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura e o funcionamento da emissora, os bastidores da notícia e vislumbrar oportunidades profissionais.

As emissoras visitadas foram a RPC Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Noroeste e Ponta Grossa.

Confira a seguir algumas fotos e depoimentos:

Curitiba

(228 visitantes da Escola Municipal Vila São José, OSC Gente de Bem, Escola Municipal Professora Sybilla Wille de Lacerda de Lapa, Colégio Ágape de Colombo, Colégio Sesi de Irati, Escola Municipal David da Silva Carneiro de Lapa e Escola Municipal Manoel Pedro, também de Lapa)

                                   

“Foi gratificante ouvir os alunos compartilhando com os colegas a experiência no colégio. À tarde, eu tinha fisioterapia e vi um dos alunos (que foi na viagem) chegando para uma sessão também de fisioterapia na sala ao lado com aquela impressão da foto que ganhamos na visita enrolada nas mãos para mostrar para a fisioterapeuta que o atende. Sem dúvidas vocês são heróis, cada um com sua contribuição” – Avanilde Polak, professora do Colégio Sesi de Irati.

Cascavel

(30 visitantes da CREAS II e Escola Municipal Rubens Lopes)

                                   

“Participei esse ano do Concurso Cultural Televisando, então achei importante participar com a turma do Programa de Visitas. As crianças ansiosas, contaram os dias para a visita. Enfim, chegou o dia, fomos bem recebidos, e fizemos um “tour” pela RPC, passando por vários setores, e no final conhecemos o estúdio. Os alunos ficaram maravilhados com tudo o que viram e conheceram. Foi ótimo, gostamos muito” – Francielle Fernanda de Souza, professora da Escola Municipal Rubens Lopes.

Foz do Iguaçu

(59 alunos da Escola Estadual Ulisses Guimarães e Escola Estadual São Cristóvão de Santa Helena)

                                    

“Eu não fazia ideia de como era a TV! Imaginava como seria o estúdio, pois assistimos de casa, mas não imaginava que para a gente assistir o jornal, tantas pessoas eram envolvidas e o quão complexo é a rotina de uma emissora. A parte dos comerciais também foi algo novo, pois vimos que há regras bem definidas para a exibição de propagandas.  A visita foi além das minhas expectativas e eu recomendo a todos virem conhecer, principalmente para saber na prática um pouco mais sobre as profissões” – Fernanda Maria Duarte, professora da Escola Estadual São Francisco de Santa Helena.

Londrina

(18 estudantes da Escola Municipal São Fernando)

                                   

Maringá

(57 alunos da Escola Municipal José Aniceto)

                                   

“Notei que todas as pessoas estavam nos esperando e sabiam da nossa visita. Isso se faz numa empresa que, em primeiro lugar, possui gestão, qualidade e qualificação profissional, deixando claro o comprometimento de todos os envolvidos. A RPC, Mundo Livre FM e IGRPCOM são prestativos e acolhedores, saibam que isso é que faz a diferença. Parabéns a todos. Espero voltar aí mais vezes” – Janete Maria Uler, professora da Escola Municipal José Aniceto.

Noroeste

(41 visitantes da Fundação Bradesco e Colégio Estadual Cecília Meireles de São Pedro do Paraná)

                                   

Os alunos Nathália Abellaneda e Carlos Eduardo Del Castilho ressaltaram como pontos positivos a simpatia das pessoas, a forma como foram recebidos, a dedicação dos funcionários e adoraram participar da chamada do jornal para o Facebook feita pelo apresentador Rodolfo Pardini.

Ponta Grossa

(21 visitantes do Colégio Desafio e visita especial de aluno e mãe)

                                   

“Gostaria de agradecer a todos pelo dia de visita. O Jonathan adorou, percebi lá mesmo, porque ele interagiu, perguntou, coisa que ele não faz. Falando um pouco sobre ele, fazemos um tratamento com neurologista, ele teve paralisia facial e faz acompanhamento de dislexia, estou comentando isto porque vocês não têm noção o quanto a visita foi importante para ele. Percebi o quanto a empresa valoriza seus telespectadores, quantas coisas são necessárias para colocar a programação no ar. Parabéns! Que esse Programa possa sempre crescer, possibilitando o acesso à informação e conhecimento a todos. Muito obrigada” – Mãe do Jonathan, via WhatsApp.