25/04/2011

Papel que vira planta conquista brasileiros

Ecologicamente correto, papel semente germina em contato com o solo

Convites de casamento, cartões de visita e marcadores de livros podem dar origem a pequenos pés de cravo, camomila, manjericão e até rúcula. O papel semente, ecologicamente correto, e que contém grãos em sua composição, chegou ao mercado brasileiro há cerca de dois anos e tem feito sucesso.

O papel, feito com fibras de alface e beterraba, por exemplo, em contato com o solo permite que as sementes germinem. Além de permitir o cultivo de uma pequena horta em casa, a novidade trabalha a questão do consumo sustentável e a diminuição de resíduos. Mas nem todas as sementes podem ser utilizadas: apenas as mais resistentes e pequenas.
 
Esse tipo de papel é fabricado no país por duas empresas, e a aceitação dos clientes tem sido bastante positiva. Em São Paulo, um projeto social oferece oficinas de confecção de convites e cartões com papel semente para pessoas com transtornos mentais.
 
Confira aqui outras informações, na reportagem de Carolina Iskandarian, para o Portal G1.
 
 
 
 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.