10/08/2010

ONG melhora sua atuação adotando métodos profissionais de gestão

Profissionalização ajuda Associação dos Amigos do HC a sair do vermelho e ampliar contribuição ao hospital

A Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas, cadastrada no projeto Serviços e Cidadania do Instituto RPC, está passando por uma transformação administrativa. Se há cinco anos a ONG mais parecia um paciente em estado terminal, com dívidas, atuação dispersa e mão-de-obra predominantemente voluntária, hoje é um exemplo de boa administração.
 
O “choque de profissionalismo” começou em 2006 e parece não ter data para terminar. Hoje, a Associação dos Amigos do HC conta com uma equipe remunerada, de 21 pessoas, atuando em departamentos específicos e organizada em prol da sustentabilidade.  Entre as mudanças, foram criados mecanismos eficientes de acompanhamento do fluxo de caixa, contratos foram renegociados e a organização de eventos tornou-se rentável.
 
A gestão profissional permitiu à entidade ser mais eficiente em sua atividade-fim, que é ajudar o Hospital de Clínicas. No ano passado, a associação repassou ao HC o equivalente a R$ 1,14 milhão em equipamentos e serviços, quase o dobro de 2008. Na lista de doações há desde um lote de 800 agulhas descartáveis até dois leitos completos para a UTI adulta, passando por fraldas, microcomputadores, desfibriladores, aparelhos de ultrassom, medicamentos, móveis e outros.
 
A reportagem de Fernando Jasper, para o jornal Gazeta do Povo, conta mais sobre as estratégias bem-sucedidas da Associação, que agora caminha para a autossustentabilidade. Clique aqui para ler, na íntegra.
 
*Foto: Valterci Santos/ Gazeta do Povo

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.