30/01/2013

Oficina de gerenciamento de projetos agrada ONGs de Curitiba

Evento realizado nesta terça-feira pelo projeto Serviços e Cidadania, em parceria com a Aliança Empreendedora e o ISAE, reuniu 30 representantes de ONGs da região de Curitiba.

O Instituto GRPCOM inaugurou ontem, dia 29, o calendário 2013 de capacitações para as ONGs atendidas pelo projeto Serviços e Cidadania. A oficina “Desenho, Monitoramento e Resultados”, sobre gerenciamento de projetos, foi oferecida gratuitamente numa parceria que envolveu a Aliança Empreendedora e o ISAE/FGV, e beneficiou representantes de 21 ONGs da região de Curitiba. O número de interessados extrapolou muito a quantidade de vagas, gerando inclusive uma lista de espera que serviu para incluir interessados no lugar daqueles inscritos que comunicaram antecipadamente a desistência. No fim, 30 pessoas participaram do evento, que aconteceu das 8h às 17h30, no ISAE.

 

Na avaliação online, os participantes demonstraram um pouco de suas satisfações com a iniciativa e, ao mesmo tempo, demonstraram estar ávidos por mais capacitações. Para a grande maioria (72%), o conteúdo apresentado atendeu plenamente às expectativas; e para todos os respondentes a relação teoria e prática foi muito bem executada. A linguagem e os recursos utilizados também foram elogiados, bem como a assertividade no esclarecimento de dúvidas (94% disseram que a palestrante atendeu plenamente este quesito).

 

“Foi um dia bastante proveitoso e dentro do tempo disponível para realizar as atividades de aprendizado foi possível ter mais noção e levantar situações que podem atrapalhar num projeto, para poder corrigir/fazer certo”, assegurou um dos participantes, na avaliação. Outro participante disse ter sido “de extrema valia todo o conteúdo apresentado, principalmente porque a palestrante atua na prática e usa em seu dia-a-dia as ferramentas apresentadas”.

 

Para Alexandra Meira, diretora de projetos da Aliança Empreendedora que ministrou as 8h de oficina, o importante é que cada um possa gerenciar projetos da maneira que for mais adequada para a sua instituição. “Na Aliança, nós tentamos diversas ferramentas até chegar ao modelo que temos hoje, que nada mais é do que usar o bom e velho Excel. Mas é bom conhecer programas diferentes e poder extrair ideias interessantes para a sua forma de gestão”, afirmou ela.

 

Confira mais fotos na fan page do Instituto GRPCOM, no facebook.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.