13/04/2011

Muito além da Leitura e da fotografia

Ler e Pensar – Um projeto do município de Pinhais valorizou o interesse dos alunos pelas imagens e abordou diversidade das regiões brasileiras

A Escola Municipal Antônio Andrade, em Pinhais, participa há dez anos do Ler e Pensar. Em 2010, as professoras de 3º ano —Alessandra Moreira Meirelles, Gilcéia Cordeiro Kaminski, Mariana Kalil Fadel Fante e Méris Neres de Souza da Costa — desenvolveram inúmeros projetos utilizando o jornal e acabaram indo além de seus objetivos iniciais.
 
Um deles teve como temática principal a leitura da imagem. E não foi sem motivos: a coordenadora pedagógica Aline Javornike a professora Mariana Kalil Fadel Fante já haviam identificado a necessidade de criar um projeto que despertasse o prazer de ler. “É papel do professor instigar os alunos para que leitura passe a ser frequente na cultura de nossa sociedade. É passo fundamental para o aprendizado efetivo”, explica a pedagoga Aline.
 
E foi assim que tudo começou — com uma pesquisa feita com os alunos sobre o interesse pelo jornal, identificando quem já havia tido contato com esse tipo de mídia. Foram distribuídos os cadernos para que todos pudessem manuseá-los livremente e observassem sua estrutura e conteúdo. “O jornal ainda era visto como algo pertencente ao mundo adulto”, relata a professora Mariana.
 
Imagem e contexto
Foi com o estímulo da turma que a curiosidade sobre a relação entre imagens e notícias apareceu. As questões eram variadas: “quem tira a foto?”, “como faz para colocar a foto no papel?”, “como eles fazem para estar no local na hora da notícia?”. “A mais recorrente, no entanto, era descobrir de onde era aquela fotografia. Os alunos queriam saber se era perto de suas casas, se era fácil chegar lá e se poderiam ir aos locais para ver as imagens ao vivo”, conta a professora Mariana.
 
Assim, foi realizada uma atividade na qual as crianças procuraram fotos de paisagens brasileiras no jornal Gazeta do Povo. Para isso, era necessário interpretar as legendas e as matérias a fim de contextualizar a imagem. Em seguida, os alunos localizavam a fotografia no mapa do Brasil. O trabalho então levou ao conhecimento dos aspectos regionais do país com o auxílio das matérias do jornal e foi concluído parcialmente com um um mural “Notícias do Brasil”, confeccionado coletivamente e exposto na escola.
 
Continuação
O trabalho das professoras não parou por aí, e resultou numa criação do Jornal da Turma, com ênfase no material visual e outras reportagens a partir de fotografias. A nova turma continua nesse ano e mais atividades que envolvam fotografia serão desenvolvidas: entrevista com um fotógrafo profissional; visita a um estúdio de fotografia; visita aos pontos turísticos do município e realização de fotos das paisagens visitadas.
 
A diretora da escola, Vera Lucia Agustinho, acompanha e incentiva o trabalho: “O Ler e Pensar é acolhido com carinho pela equipe e gestora, pois acreditamos que a construção do conhecimento se dá por diferentes meios e, assim, o contato com diferentes mídias, tipologias textuais, materiais e imagens, contribui para a formação do aluno, de sua consciência crítica e de seu referencial teórico e prático para a atuação no mundo. Uma das diversas propostas, inclusive, é criarmos o jornal da própria escola”, explica Vera.
  

* Esta notícia foi publicada na edição nº 155 do Boletim de Leitura Orientada (BOLO), jornal quinzenal com sugestões para o uso pedagógico do jornal, direcionado aos professores participantes do projeto Ler e Pensar.
 
 

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.