20/10/2014

Marco Regulatório: primeiras palestras batem recorde de público no Paraná

Cerca de 350 pessoas participaram da primeira etapa de eventos do Ciclo Estadual de Palestras sobre o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil

Os primeiros eventos do Ciclo Estadual de Palestras sobre o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil, promovido pelo Instituto GRPCOM e OAB Paraná, já aconteceram e estão batendo recordes de público. Cerca de 350 pessoas, entre representantes de entidades sociais, secretarias, Conselhos Municipais, advogados, procuradores e contadores participaram das palestras realizadas em Londrina, Maringá e Paranavaí. Na próxima semana, o evento segue para Ponta Grossa (30) e Guarapuava (31). Em novembro será a vez de Cascavel (04) e Foz do Iguaçu (05). Em todas as cidades, a OAB local está apoiando o evento. Para participar, clique no link abaixo:

INSCREVA-SE AQUI

Iniciativa inédita
Idealizado pelo projeto Serviços e Cidadania, do Instituto GRPCOM, e OAB Paraná, o Ciclo de Palestras tem como objetivo debater com o terceiro setor os principais pontos da Lei 13.019, que estabelece o Marco Regulatório e institui novas regras para o relacionamento entre organizações sociais e o poder público. Para isso, o advogado especialista em Direito do Terceiro Setor Leandro Marins de Souza, que preside a Comissão do Direito do Terceiro Setor da OAB Paraná, está percorrendo as principais cidades do Estado para esclarecer o assunto. “A iniciativa do Instituto GRPCOM em levar esse tema para todas as regiões do Estado é inédita e está de parabéns”, avalia Marins.

A participação da sociedade nos primeiros eventos reforça a importância de ampliar a discussão. “A palestra foi ótima e ficamos com vontade de mais, pois o que aprendemos foi de grande valia”, comentou a assistente social do CRAS Sara Alexius, que participou do evento em Londrina. Elza Aparecida de Souza Carvalho Grade, presente na palestra de Paranavaí, destaca a importância de ter um especialista conduzindo a temática. “Ter a lei apresentada a partir do ponto de vista de um advogado estudioso do terceiro setor esclareceu pontos que não havíamos compreendido”, avaliou.

Para Matilde Vitório de Jesus Vieira, da Casa da Criança de Paranavaí, o fato da Lei entrar em vigor já no próximo mês, mostra que o esclarecimento do assunto é urgente ao setor. “Gostei da iniciativa do Instituto GRPCOM, de buscar a sociedade, para esclarecer sobre a nova lei que entra em vigor no dia 1º de novembro deste ano”, lembra.

Confira as fotos dos primeiros eventos:

Londrina

Maringá

Paranavaí

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.