14/03/2011

Litoral paranaense em caos após chuvas

Falta de água mineral, gasolina e estradas bloqueadas são alguns dos problemas enfrentados pelos municípios litorâneos

 
 
Até as 16h de ontem (13), quase 11 mil pessoas foram afetadas pelas fortes chuvas que atingiram o litoral do Paraná desde a última quinta-feira (10). Especialistas apontam que os desastres naturais são semelhantes aos ocorridos na região serrana do Rio de Janeiro, no início do ano. Os principais municípios atingidos foram Antonina, Morretes, Paranaguá e Guaratuba. Em Antonina foram registradas duas mortes e os moradores da cidade já sofrem com a falta de água mineral e gasolina. Morretes declarou estado de calamidade pública e tem 8 mil pessoas desalojadas.
 
Doações
A prefeitura de Curitiba e o governo do estado lançaram uma campanha de arrecadação de donativos para os moradores afetados pelas chuvas. Podem ser doados cobertores, colchonetes, roupas e água mineral. Os postos de coleta estão dispostos nos supermercados BIG e Mercadorama, Provopar, Corpo de Bombeiros e Fundação de Ação Social (FAS). As doações de colchões devem ser feitas no barracão da Defesa Civil.
 
Estradas
A estrada que liga o litoral à Curitiba (BR-277), passou por várias interdições ao longo do dia. Estruturas de metal e ferro estão sendo instaladas no lugar das pontes que caíram nos km 18 e 24. Obras de reconstrução já foram iniciadas, mas a conclusão está prevista para até 180 dias e ainda não há previsão da liberação da estrada, incluindo a descida para o litoral.
 
No caso da BR-376, em virtude do risco de queda de barreira a qualquer momento, há restrição de tráfego em alguns trechos. Para quem pretende deixar o litoral, a Estrada da Graciosa (PR-410) foi liberada, mas por causa do risco de novos deslizamentos ela pode ser fechada a qualquer momento.
 
Clique aqui para conferir outras informações sobre a situação no litoral paranaense, na reportagem especial do Jornal Gazeta do Povo.
 
 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.