19/10/2015

Líderes 4.0 emocionam-se em encerramento de capacitação

Curso ONG 4.0, promovido pelo projeto Serviços e Cidadania em parceria com a Sociedade Global, foi encerrado na última quinta-feira.

Foram quase três meses de muito trabalho, estudos e reflexões. Na última quinta-feira (15), em espaço cedido pela Universidade Tuiuti do Paraná, 27 líderes de organizações do terceiro setor de Curitiba e Região encerraram com chave de ouro – e muita emoção – suas participações no Curso ONG 4.0, uma iniciativa pioneira para a inovação em modelos de gestão, que é fruto da parceria entre Instituto GRPCOM e Sociedade Global, via projeto Serviços e Cidadania.

O curso destinou-se a pessoas de organizações interessadas em pensar formas sistêmicas e integradas de atuar com os demais atores da sociedade. Entre agosto e outubro foram seis módulos. A cada encontro, os facilitadores Diego Baptista e Amanda Malucelli apresentaram novas teorias e metodologias, com ferramentas valiosas para que os participantes atuassem em desafios não só institucionais, como também individuais. No último dia, foram compartilhadas as transformações e mudanças em cada organização – e também os ganhos em termos de capital social gerado ao longo das 42 horas de capacitação.

Para Rafael Finatti, coordenador do Instituto GRPCOM, a oportunidade foi importante para que os participantes pudessem rever conceitos e pensar em ações de maior impacto. “Todos temos uma causa socioambiental e queremos fazer muita coisa por ela, mas não daremos conta de transformar realidades se continuarmos nos propondo a apenas manter a forma como já temos feito – que pode até ser boa, mas ainda não se mostrou realmente eficaz para solucionar o problema. Aliás, creio que o maior desafio para as organizações seja entender, de fato, que problema querem solucionar”, afirmou.

A facilitadora Amanda Malucelli conta que ficou muito grata pela experiência de transmitir seus conhecimentos às organizações, um público diferente do que está acostumada a trabalhar, e por ficar tantos dias junto a uma turma tão heterogênea. “Tudo aquilo que a gente queria passar, que era que eles internalizassem novas formas e práticas de olhar a gestão, todo mundo, em algum âmbito, fez isso. É um impacto muito grande pra gente”, enfatizou a secretária executiva da Sociedade Global.

Já a gestora da Amigos do HC, Sheila Meneghette, disse ter saído fortalecida. “Esses encontros me ajudaram a resgatar uma força interior, que estava apagada. Muito obrigada!”. Opinião parecida com a de Aparecida de Fátima Moreira, do Instituto de Habilitação e Orientação ao Excepcional do Paraná (IHOEPAR), mantenedor da Escola São Camilo: “Ajudou bastante a gente a repensar nossas atitudes e o nosso trabalho no nosso dia a dia, além de nos oportunizar conhecer instituições que compartilham de objetivos diferentes dos nossos, mas com problemas semelhantes aos que a gente tem. Muito bom!”.

Confira abaixo mais alguns depoimentos da turma e também do facilitador Diego Baptista, fundador da Sociedade Global e principal idealizador do curso:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.