30/10/2015

Ler e Pensar leva seis mil pessoas ao Teatro Guaíra

Foram dois dias de eventos, um destinado aos profissionais da educação e outro para os estudantes participantes do projeto

                    

O Teatro Guaíra, em Curitiba, recebeu nesta semana dois grandes eventos do Ler e Pensar, da Gazeta do Povo e Instituto GRPCOM. Foram dias de muita emoção, em que profissionais da área de educação, estudantes e investidores receberam o reconhecimento pela dedicação, participação e apoio ao projeto.

O primeiro encontro foi realizado na noite de terça-feira (27), com a 12ª edição do Seminário Ler e Pensar de Educação e Leitura, conduzido pelo mestre de cerimônias Luiz Fernando Parracho, apresentador da RPC. Professores, representantes de Instituições de Ensino Superior (IES), secretarias de educação e investidores do projeto foram recebidos por Ana Amélia Filizola (foto), diretora da Gazeta do Povo. “Acredito que o Ler e Pensar ajuda a plantar espaços amados nas escolas. É ali que tudo começa – o sapateado, a literatura, a ciência, as flores que colheremos de graça. Não esperemos mais do que isso – que sejam flores. Assim como são flores para nós do Ler e Pensar os trabalhos que vocês professores, escolas e secretarias de educação desenvolvem no dia a dia. São flores o envolvimento dos estudantes, suas famílias e da comunidade, que passam a ver no jornal um mundo de descobertas e possibilidades”, discursou.

Ana Gabriela Simões Borges, superintendente do Instituto GRPCOM, falou sobre os números alcançados pelo projeto no estado. “São 16 anos de muito trabalho, excelentes resultados e histórias para contar. Mais de 1 milhão de alunos e professores estiveram conosco nesse tempo; 62 municípios disseram sim a nossa proposta e à parceria para a formação de leitores. Mais de 30 empresas abraçaram a educação e a leitura conosco, nove instituições de Ensino Superior elaboraram e validaram conteúdos e materiais pedagógicos do projeto e 65 mil alunos e professores já participaram de eventos culturais como este de hoje. Recebemos muitos prêmios e reconhecimentos nacionais e até internacionais”, relatou. Ela também aproveitou a oportunidade para incentivar os convidados a continuar o trabalho visando um futuro melhor para a educação paranaense. “Deixo aqui um convite para que não fiquemos apenas sonhando e esperando que alguém faça algo por nós. Vamos sonhar sim, mas vamos também arregaçar as mangas e fazer o melhor que pudermos. Temos uma causa muito nobre que nos motiva a ir à luta: a educação”, ressaltou.

Após os discursos emocionados, patrocinadores e padrinhos do Ler e Pensar, equipe pedagógica do projeto e colaboradores do Instituto GRPCOM subiram ao palco e foram aplaudidos pelos cerca de 1.500 convidados presentes na noite. Além das homenagens, o ponto alto do evento foi o anúncio dos vencedores do Concurso Cultural Ler e Pensar 2015 das categorias “Compromisso”, “Mobilização” e “Práticas Pedagógicas”, que premiaram, respectivamente, secretarias de educação, escolas e professores. Confira aqui os premiados.

Após o anúncio dos vencedores do Concurso Cultural, as gestoras do Ler e Pensar Fernanda Cotrim e Antoniella Amil anunciaram ainda uma novidade: a professora Sonia Maria Alves Domingues, do município de Curitiba, foi homenageada como madrinha do projeto, pelo trabalho que realiza desde 2001 – e que melhora a cada ano. “Ser madrinha é uma responsabilidade muito grande. Eu sou apaixonada pelo projeto Ler e Pensar. Não é à toa que faz 15 anos que eu estou nele. Por acreditar em uma educação de qualidade, que o jornal me possibilita abrir janelas, que os alunos nunca mais esquecerão. O jornal é alegria, é diversão, por isso sou apaixonada pelo o que eu faço”, comentou Sonia, emocionada.

Convidado especial

A atração da noite ficou por conta do cantor e compositor Renato Teixeira, conhecido por músicas como “Amanheceu”, “Romaria”, “Tocando em Frente” e “Amizade Sincera”. Renato realizou um pocket show acústico e participou de um bate-papo descontraído com José Carlos Fernandes, jornalista da Gazeta do Povo e conselheiro de educação do Instituto GRPCOM. Nascido em Santos, Renato, que busca dar continuidade ao sonho de divulgar e difundir cada vez mais o espírito do caipirismo vale-paraibano, contou a fórmula do sucesso. “Andando se vai longe, sonhando se chega lá. Uma coisa que a carreira me ensinou foi ter paciência”.

 

Dia dos estudantes

Na quarta-feira (28), foi a vez de reconhecer e premiar os alunos vencedores do Concurso Cultural, cujo tema do ano era “Uso Consciente das Tecnologias”, nas categorias “Ilustrador Mirim”, “Cartunista Mirim”, “Redator Júnior” e “Repórter Teen”. Confira aqui os premiados. Para completar a festa, 4.500 estudantes lotaram os assentos do Teatro Guaíra para assistir à peça “Curupira”, encenada pelos atores do Teatro Parque da Criança, do ator e diretor Giovanni Cesconetto – para muitos, a primeira oportunidade que tiveram de ir a um teatro. 

                           

Confira alguns depoimentos dos vencedores, coletados durante os dois dias

“Não é para mim este prêmio, é para meus alunos. Eu estou emocionada, porque no contexto que vivemos em nossa escola o projeto foi muito significativo. Mudou muitas vidas, abriu horizontes, modificou a forma de pensar. Estou muito feliz e com certeza eles vão ficar muito mais quando eu chegar na minha escola e mostrar que nós que fizemos o trabalho. Não fui eu, foram eles” – Cintia do Rocio Jele Machado, professora da EM José Nery Carneiro de Napoli, de Castro. Cintia foi vencedora da categoria “Práticas Pedagógicas” com o projeto “Ler é uma arte, faça sua parte!”.

 “Eu trabalho com inclusão de alunos surdos e deficientes auditivos. Então, ganhar este prêmio foi muito importante, pois a informação é uma parte crucial do meu trabalho. Eu preciso trabalhar com coisas inovadoras, que tragam para eles mais conhecimento. E assim foi com o projeto. Pude trazer informações e leituras interessantes que acrescentaram no dia a dia deles” – Ilze Cristina Sollner de Brito Corre, professora da EM Ulisses Guimarães, de Campina Grande do Sul. Ilze foi vencedora da categoria “Práticas Pedagógicas” com o projeto “Educação de surdos: conhecer o mundo através das notícias – um caminho para a cidadania”.

“A importância desse prêmio para a secretaria vem de todo o incentivo e reconhecimento pelo trabalho que desenvolvemos juntos aos professores” – Luciene Veiga Rose, representante da Secretaria Municipal de Educação de Curitiba. A Secretaria foi vencedora da categoria “Compromisso”.

“A importância de recebermos esse prêmio é muito grande. O reconhecimento nos motiva a incentivar e desenvolver melhores projetos dentro de nossa escola” – Mariza Mendes Arruda, diretora da EM Professor Gunther Urban, de Campo do Tenente. A Escola foi vencedora da categoria “Mobilização”.

 “Eu escrevo bem, mas posso melhorar muito mais, posso ir além. Me sinto muito feliz e orgulhosa em ganhar o prêmio do Ler e Pensar” – Elisa Costa da Silva, aluna da EM Papa João XXIII, de Curitiba. Elisa foi vencedora da categoria “Redator Júnior”.

“Eu me sinto honrado em receber este prêmio. É resultado de muita leitura, pesquisa e orientação da minha professora” – Leehroy de Quadros Fagundes, aluno do CE Flávio Ferreira da Luz, de Curitiba. Leehroy foi vencedor da categoria “Repórter Teen”.

“Eu me senti realizado. É ‘tipo’ uma fase da vida” – Luis Felipe Rucinski, aluno da EM São Luiz, de Curitiba. Luis foi vencedor da categoria “Cartunista Mirim” (foto).

“Fiquei alegre por receber o prêmio. Desenhei uma pessoa mexendo no celular à noite e depois, quando foi para a escola, ficou dormindo na mesa” – Erik Marlon dos Santos Giorsi, aluno da EM Professora Angelina Luciano de Macedo, de São José dos Pinhais. Erik foi vencedor da categoria “Ilustrador Mirim”.

Saiba o que leva as empresas a investirem no Ler e Pensar

“Nós nos orgulhamos dessa parceria que já tem alguns anos e de proporcionar apoio por meio desse projeto maravilhoso. Parabéns a vocês professores, pois sabemos dos esforços que fazem para dar educação, principalmente considerando os recursos que nós temos” – Linko Ishibashi, diretora-executiva do Instituto HSBC Solidariedade.

“O que eu posso falar para vocês em relação ao dia a dia da nossa sala de aula com o projeto Ler e Pensar? É isso que a gente vê hoje aqui: muita alegria, felicidade e aprendizagem significativa sendo concretizada dia após dia. Cada dia é uma nova descoberta e, a partir dela, com certeza, as salas de aulas de todos aqui presentes se inova. Acreditamos na inovação, na educação, na formação contínua de cidadãos éticos, inovadores, que consigam transpor seus sonhos para a realidade. E é isso o que a gente acredita sendo parceiros do Instituto GRPCOM, no projeto Ler e Pensar” – Raquel Nascimento, representante da rede de Colégios SESI.

 

*Fotos: Brunno Covello

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.