29/05/2015

Ler e Pensar e SPVS lançam BOLO Verde

Material busca incentivar o debate sobre conservação da biodiversidade em escolas participantes do projeto no Paraná

Na próxima sexta-feira (5 de junho), o Dia Mundial do Meio Ambiente será lembrado. Em muitas escolas, tende a ser um hábito discutir o assunto e promover a “semana do meio ambiente”, com ações pensadas para crianças e jovens valorizarem a natureza e o patrimônio natural. Para muitos professores, é a oportunidade do ano para fazer a abordagem.

Atento a esse interesse e com a intenção de agregar ainda mais valor ao trabalho dos educadores que participam do Ler e Pensar, o projeto estabeleceu este ano uma parceria inédita com a SPVS (Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental), referência em conservação da biodiversidade há 30 anos.

Dia 26 de maio foi lançado o BOLO* Verde, uma edição do material exclusiva sobre conservação da natureza, cujo principal objetivo é apresentar de que forma o assunto pode ser aprofundado nos conceitos e práticas da educação ambiental.

Na seção Dicas Pedagógicas, Solange Latenek, uma das educadoras da instituição defende que, “educar para a conservação é incentivar o aluno a pensar de maneira crítica seu papel no mundo”. Ela explica que a proposta propõe a reconexão da sociedade com o meio natural, entendendo cada indivíduo como um fio da teia da vida. “Para que essa educação aconteça nas salas de aula do Brasil, é necessária uma abordagem interdisciplinar do assunto”, defende.

Em resumo, a proposta da educação para a conservação é que aulas e dinâmicas sejam realizadas in loco e que haja o reconhecimento do significado de patrimônio natural e dos serviços ecossistêmicos, além de debates sobre consumo e escolhas conscientes.

Entre outros conteúdos, o material também apresenta sugestões de atividades sobre o tema para alunos de diferentes idades, indicações de leitura e documentário, um artigo escrito pelo diretor-executivo da SPVS, Clóvis Borges, além da história de um grupo de estudantes de Campina Grande do Sul que, utilizando o jornal, compreendeu a importância de usar a água com consciência para proteger o recurso.

No total, 500 escolas participantes do Ler e Pensar – das redes municipal, estadual e particular – receberão o equivalente a 4.835 BOLOs.

*BOLO (Boletim de Leitura Orientada): Produzido com apoio acadêmico, o Boletim de Leitura Orientada tem circulação quinzenal e é dirigido aos professores que participam do Ler e Pensar. Por meio de notícias publicadas no jornal, o BOLO oferece uma série de sugestões e abordagens que auxiliam o professor a desenvolver o trabalho em sala de aula com o jornal. Além disso, traz reconhecimento aos educadores, divulgando práticas pedagógicas realizadas nas escolas. 

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.