05/03/2015

Ler e Pensar 2015 é aberto oficialmente em Curitiba

Tema do projeto deste ano será Uso Consciente das Tecnologias

A edição de 2015 do projeto Ler e Pensar foi aberta oficialmente na quarta-feira, 4, em Curitiba, num encontro com 40 representantes de 18 Secretarias de Educação dos municípios que participam do projeto.

O lançamento ocorreu em um auditório da RPC, em Curitiba, e, na ocasião, foram apresentadas a metodologia do trabalho, mudanças, expectativas e o tema deste ano: Uso Consciente das Tecnologias.

Entre as novidades compartilhadas estiveram as oficinas e workshops que serão oferecidos pela equipe do Ler e Pensar ao longo do ano, bem como a simplificação da plataforma de educação a distância. A ferramenta é utilizada pelos professores, que acessam mais de 100 horas de cursos sobre temas relacionados ao uso do jornal em sala e à educomunicação (quando a comunicação é utilizada para educar). O sistema Moodle já é conhecido por grande parte dos docentes e conta com funcionalidades mais práticas e simples.

Gelcy Aparecida Camargo Ribas, representante da Secretaria Municipal de Educação de Lapa, saiu entusiasmada do encontro. “Estamos bem animadas com o projeto! Ano passado, fomos reconhecidos por nosso envolvimento e uma de nossas escolas ficou entre as finalistas do Concurso Cultural. Para 2015, esperamos dar ainda mais atenção ao Ler e Pensar e, quem sabe, ver uma escola sair vencedora”, diz. Lilian de Oliveira, da secretaria de São José dos Pinhais, compartilha da disposição. “Estou cheia de ânimo para fazermos um trabalho incrível neste ano!”.

No encontro, os convidados também receberam exemplares da primeira edição do ano do BOLO (Boletim de Leitura Orientada). O material é produzido a cada quinze dias e enviado junto da Gazeta do Povo a todos os educadores participantes do projeto.

Ler e Pensar em números

O projeto está presente em 60 municípios paranaenses, beneficiando quase 3.000 professores e mais de 90 mil alunos. Atualmente, é patrocinado pelo HSBC e FIEP/SESI. Além disso, conta com 26 padrinhos sociais e cinco escolas investidoras, o que permite que os professores recebam diariamente os jornais. 

Curta o Ler e Pensar no Facebook