01/09/2011

Instituto GRPCOM realiza encontro para alinhar planejamento estratégico

Equipe dedicou dois dias para discutir ações que visam otimizar processos e potencializar o trabalho realizado

 
Nesta terça e quarta-feira (dias 30 e 31), a equipe do Instituto GRPCOM esteve reunida no hotel La Dolce Vita, em Tijucas do Sul (localizado há 33 km de Curitiba), para elaborar e discutir as ações previstas no planejamento estratégico para o próximo ano. Durante os dois dias, o grupo trabalhou com a orientação de consultores, mas também aproveitou o momento para integrar ainda mais a equipe.
 
Atividades
 
“O sonhador tem que se dar ao trabalho de realizar”. Com a frase de Pablo Picasso teve início as atividades da terça-feira, dia dedicado à criatividade e o desenvolvimento desse potencial. A capacitação ficou por conta de Eloi Zanetti e Jean Sigel, da Escola de Criatividade, que por meio de conceitos, vídeos e dinâmicas mostraram como a criatividade pode ser um modo de vida e uma ferramenta de trabalho. “O profissional da atualidade que tem lugar no mercado de trabalho é aquele que tem capacidade de adaptação e consegue tirar proveito das situações difíceis. E isso é ser criativo”, explicou Zanetti.
 
 
Na quarta, o dia foi de reflexão, discussão e contribuição. Com a ajuda de Mauro Mitio Yuki, da Nortia Consultoria em Gestão, e de Sandro Carvalho, da área de RH do GRPCOM, a equipe relembrou alguns conceitos fundamentais para a elaboração de um planejamento estratégico e alcance de metas. Depois, utilizando a técnica do brainstorm, em grupos, todos puderam sugerir ações e melhorias para potencializar o trabalho já realizado, bem como trazer novas ideias para as tarefas cotidianas.
 
 
  
 
Experiências
 
Para Gustavo Viana, que atua no núcleo administrativo do IGRPCOM, o encontro foi muito válido para integração da equipe que fica na sede de Curitiba com as representantes nas regionais em outras cidades do estado. “Sair do ambiente de trabalho e ir para um espaço junto ao meio ambiente foi uma forma mais leve e prazerosa de executar um trabalho cansativo”, conta.
 
Além disso, ele ressalta o fato de haver uma preocupação com a profissionalização dos colaboradores: “o curso de criatividade permitiu que a gente abrisse a mente e refletíssemos sobre um tema presente nas organizações, seja na busca por pequenas ou grandes ideias que possam melhorar processos, produtos, lucratividade ou até mesmo melhorar o clima organizacional”, conclui.
 
“O encontro foi ótimo. A oficina de criatividade nos ‘provocou’ e incentivou de diferentes maneiras, acho que foi fundamental para a equipe”, afirma Sarah Mazziotti, mais nova colaboradora do núcleo socioambiental. Para ela, que está há menos de um mês no Instituto, o planejamento foi proveitoso principalmente para sair com boas ideias e amadurecê-las ao longo do tempo.
 
 
 

 

 

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.