12/04/2011

Instituto GRPCOM e RPCTV lançam Televisando o Futuro

Em 2011, o projeto será realizado em 679 escolas municipais de 22 cidades paranaenses

Entre os dias 07 e 27 de abril, o Instituto GRPCOM e a RPC TV lançam o projeto Televisando o Futuro. Este ano, o projeto conta com a adesão de sete, das oito regionais da emissora – duas a mais que a edição anterior, totalizando 22 cidades  e 679 escolas municipais participantes. Apenas a RPC TV Paranaense, de Curitiba, não participa do projeto. 

O projeto, que visa estimular estudantes e professores a debaterem os temas propostos em reportagens especiais exibidas no telejornal Paraná TV, é realizado desde 2008 conjuntamente pelo Instituto GRPCOM e a RPC TV. Neste ano, o tema escolhido para o concurso é meio ambiente e será trabalhado em quatro sub-temas:  biodiversidade, reciclagem, água e mudanças climáticas. A escolha do tema foi feita a partir dos "fatores latentes na sociedade, como sustentabilidade, além da convergência com a campanha da fraternidade (promovida pela CNBB, sobre a questão ambiental) e com a agenda da ONU, que definiu 2011 como o Ano das Florestas", explica a coordenadora do projeto, Ana Gabriela Simões Borges.
 
Atividades
Após a apresentação do projeto para os professores, em maio, eles passarão por uma capacitação para aprender a estimular a leitura crítica dos alunos e como trabalhar os temas do projeto. Em junho, entre os dias 01 e 22, serão exibidas reportagens temáticas no telejornal Paraná TV. A partir delas, com a orientação dos professores, os alunos desenvolverão redações e ilustrações sobre os temas.
 
Os trabalhos de cada escola serão selecionados e enviados para as secretarias municipais da educação, que com o auxílio de instituições de ensino superior, irão escolher os melhores trabalhos para concorrer à etapa municipal, regional e estadual do concurso cultural. Os professores também concorrem em categoria específica para eles. Em cada etapa, as escolas, alunos e educadores  ganhadores serão premiados.
 
Assim, o projeto coloca a força da comunicação à serviço da educação. “A gente quer fazer com que as pessoas assistam as reportagens e discutam esses temas que são social e educacionalmente importantes. E que elas levem essa reflexão para atitudes no seu dia a dia, para que assim possamos ter uma mudança positiva na sociedade”, afirma Ana Gabriela.
 
Ampliação
Além das emissoras das regionais de Paranavaí e Ponta Grossa integrarem as atividades pela primeira vez, 12 novas cidades aderiram ao Televisando o Futuro:  Ponta Grossa, Castro, Carambeí, Paranavaí, Umuarama, Cianorte, Cambé, Ivatuba, Irati, União da Vitória, Campo Mourão e Marechal Cândido Rondon.

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.