12/08/2014

Instituto GRPCOM e RPCTV apoiam Projeto Eu Digo X

Projeto tem objetivo de transmitir conhecimento sobre a Síndrome do X Frágil

Com informações da RPCTV no G1

O Instituto GRPCom e a RPCTV estão apoiando neste mês o Projeto Eu Digo X, campanha criada pelo Instituto Zeca Muggiati. O projeto tem objetivo de promover conhecimento, conscientizar e transmitir informações a respeito da prevenção e tratamento da Síndrome do X Frágil.

A Síndrome do X Frágil tem origem genética e é causada pela mutação de um gene específico encontrado no cromossomo X. As pessoas que possuem a Síndrome ficam com o gene FMR1 comprometido e, consequentemente, a produção da proteína FMRP (Fragile Mental Retardation Protein) é prejudicada. Essa proteína é fundamental para o desenvolvimento do sistema nervoso e funções do cérebro como sensorial, intelectual, social, comportamental, entre outras. O tratamento da Síndrome do X Frágil inclui diagnóstico precoce e adoção de medidas preventivas.

Para erradicar o preconceito, devido à falta de conhecimento das pessoas sobre a Síndrome, a RPCTV e o Instituto GRPCom se uniram para formar uma rede de conhecimento, disseminando a troca de vivências, apoio, aproximação e  integração entre voluntários, familiares e profissionais. O Projeto Eu Digo X oferecerá aos portadores apoio no diagnóstico, tratamento, inclusão social, reabilitação, contribuindo para a melhor qualidade de vida dessas pessoas.

O símbolo do projeto é uma borboleta, um ser frágil, belo e especial que representa a esperança de um novo começo e a transformação.

Conheça o site do Projeto

Veja o vídeo do Projeto abaixo:

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.