18/12/2012

Instituto Ecofuturo premia autores dos 10 projetos mais inovadores de educação para sustentabilidade

3ª edição do Prêmio Ecofuturo convidou educadores de todo o Brasil a olhar e pensar localmente os assuntos discutidos na Rio+20

De quais maneiras a Conferência Rio +20 foi percebida e apropriada  por pessoas e comunidades em todo Brasil? Como pensar e viabilizar localmente ações sustentáveis? Como desenvolver conhecimento e habilidades locais para dar conta de promover o mundo que a gente quer? Para responder essas e outras dúvidas, incentivando inovação na arte de educar  para sustentabilidade, o Instituto Ecofuturo lançou a pergunta “Rio+20, e eu com isso?” na  3ª edição do Prêmio Ecofuturo de Educação para Sustentabilidade, cujos vencedores acabam de ser anunciados no site do Instituto Ecofuturo.

Para participar, os educadores deveriam compor textos com base na pergunta “Qual é o evento educacional +20 possível e pertinente no seu pedaço de mundo?”. Os autores dos 10 projetos mais originais receberão um prêmio de R$ 5 mil cada e uma coleção de livros de literatura. As instituições em que os educadores vencedores lecionam também ganharão a coleção.

“O grande desafio proposto por essa edição do Prêmio consistiu em aproximar a Rio +20 do cotidiano dos educadores Brasil adentro, já que a educação se constitui num dos instrumentos fundamentais para tornar as pessoas capazes de tomar atitudes que podem mudar o presente e o futuro da nossa vida neste planeta pra melhor! Acreditamos que está nas ações locais, no pedaço de chão de cada um, a chave para a sustentabilidade.” diz Christine Fontelles, diretora de educação e cultura do Instituto Ecofuturo.

Para a seleção dos 10 eleitos entre os mais de 300 projetos recebidos de 25 estados brasileiros, o Ecofuturo contou com o apoio de um corpo técnico, coordenado pela educadora Maria Betânia Ferreira,  e composto por quatro juradas: Rita Mendonça, fundadora e gestora do Instituto Romã, Beth Negrini, gestora da Associação Mais Gente,  Arianne Brianezzi, especialista em ciências da natureza, Ana Maria Barros Pinto, jornalista e educadora que integra a Association for World Education , além de dois convidados de honra: a ex-ministra Marina Silva e o escritor Ignácio de Loyola Brandão.

Os 10 projetos vencedores serão editados em livro nas versões eletrônica, hospedada no site do Prêmio, que terá acesso gratuito, e impressa, cujos exemplares serão enviados aos vencedores, a todos os participantes, escolas, bibliotecas, governo e imprensa. O lançamento será em março de 2013. Os projetos vencedores e os conteúdos disponibilizados para a produção dos textos permanecerão disponíveis no site.

                                                                                                                                                                                          Texto: Instituto Ecofuturo

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.