12/03/2014

GRPCOM discute inclusão com ONGs de Curitiba

Reunião promovida pelo departamento de Gestão de Pessoas do GRPCOM, com o apoio do Instituto GRPCOM, serviu para estabelecer uma aproximação com ONGs que trabalham com pessoas com deficiência

O Grupo Paranaense de Comunicação deu hoje mais um passo para garantir uma melhor inclusão das pessoas com deficiência. Durante a manhã, uma reunião promovida pelo departamento de Gestão de Pessoas em parceria com o Instituto GRPCOM, na sede do Instituto, oportunizou uma importante aproximação com representantes de algumas das instituições de Curitiba que trabalham com pessoas que têm deficiência. A proposta foi bastante clara: apresentar o que o GRPCOM tem feito e discutir os desafios e as melhores formas de garantir melhores possibilidades de inclusão no mercado de trabalho para pessoas com deficiência.

Para Fábio Oliveira, gerente corporativo de desenvolvimento organizacional do GRPCOM, foi uma oportunidade bastante rica de conhecer a realidade e de debater as questões. "As pessoas que vieram são muito esclarecidas, têm uma visão positiva do esforço que as empresas têm feito e por isso foi muito positivo escutá-las. Vamos repetir mais vezes, foi uma ótima aproximação", avaliou.

De fato, a participação dos convidados agregou bastante ao encontro. Ênio Rodrigues da Rosa, administrador do Instituto Paranaense de Cegos, ajudou todos a refletirem sobre as grandes dificuldades – tanto na visão do empresário quanto por parte do própria pessoa com deficiência – de se promover a inclusão. "O grande cuidado que se precisa ter é o de não reforçar a deficiência. Qualquer sujeito, com ou sem deficiência, precisa pensar em relação à educação e trabalho. No caso das PCDs, um dos maiores problemas é o estigma: tanto a empresa quanto a pessoa podem fazer da deficiência a desgraça ou a força necessárias para motivar a inclusão".

Curta o Instituto GRPCOM

Fique por dentro das novidades do IGRPCOM

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.