20/01/2011

Estado do Paraná não tem levantamento atualizado das áreas de risco

Na região metropolitana de Curitiba, é comum famílias moraram perto de rios e encostas.

O poder público do Paraná ainda não sabe quantas famílias vivem em situação de risco em todo o Estado. Sem a localização dessas áreas, é bastante complicado traçar um plano para que os paranaenses não sofram com tragédias como a ocorrida no Rio de Janeiro, onde mais de 700 pessoas já morreram por causa das fortes chuvas que devastaram vários municípios e comunidades na semana passada.
 
No ano passado, a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) iniciou um estudo para avaliar a situação de cada município de forma a, se for necessário, realocar famílias. A meta do novo governo é atender 100 mil famílias até 2014
 
 
 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.