16/06/2010

Cooperativa de reciclagem transforma Nova Esperança

Município do noroeste do Paraná recicla 70% do lixo que produz

Adélia é professora aposentada e sempre apostou no voluntariado. Em 2008 ela resolveu ajudar a associação de catadores de materiais recicláveis do município de Nova Esperança. A entidade passava por vários problemas e a professora, preocupada com a situação da associação, descobriu um financiamento do governo federal para cooperativas. Reuniu a documentação, enviou tudo e conseguiu os recursos necessários para reestruturar as atividades da cooperativa.
 
Sua iniciativa transformou não só aquela entidade, mas também a vida da cidade. Hoje, Nova Esperança recicla 70% do lixo que produz e a cooperativa gera renda e empregos, sustentando pessoas como Francisco de Santana: “Quando eu via o que era isto aqui, pra hoje eu ver do jeito que está, parece um sonho. Parece que eu estou voando”, diz ele.
 
Veja a reportagem de Ana Albini, para o Bom Dia Paraná.
 
 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.