10/05/2011

Competição escolar alia reciclagem e interdisciplinaridade

Construção de foguetes estimula alunos a conhecer programa espacial brasileiro

Entre os dias 02 e 10 de maio aconteceu em Pinhais, região metropolitana de Curitiba,  uma das eliminatórias da Olimpíada Brasileira de Astronomia. Cerca de 320 alunos, do Centro Estadual de Educação Profissional Newton Freire Maia, participaram da quarta edição do evento nacional que tem como objetivo desenvolver novas técnicas de integração para reconhecimento do programa espacial brasileiro, além de estimular a reutilização de materiais recicláveis.
 
A competição acontece desde 2007. Os alunos constroem foguetes com garrafas pet e outros materiais recicláveis e os objetos são lançados a partir de uma mistura de bicarbonato de sódio e vinagre. Os trajetos percorridos pelos foguetes são medidos e os 30 mais longos integrarão um ranking nacional para definir as escolas que participarão da Jornada Brasileira de Foguetes, que esse ano será realizada em Minas Gerais.
 
Em 2009, o Centro Estadual de Educação Profissional Newton Freire Maia conquistou o segundo lugar na competição. Nessa edição, o lançamento de  maior alcance chegou a 174 metros de distância.
 
Segundo a professora Claudia Moreira Garcia, o principal benefício dessa iniciativa é a integração entre os alunos. Além disso, o favorecimento da interdisciplinaridade, já que para o foguete decolar é necessário aplicar conhecimentos obtidos nas disciplinas de química, física, matemática e ambientais, explica o professor Reinaldo Strapassom. Para o professor Fabrício Vidal, o que mais encanta e estimula os alunos é o fato de os foguetes serem feitos por eles mesmos.
 
Matéria produzida com auxílio de Natieli Guimarães, menor aprendiz do Instituto GRPCOM.
 
 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.