24/08/2011

Casa do Contador de Histórias lança campanha para restauração de sede no centro histórico de Curitiba

Projeto Doadores do Coração convida as pessoas a patrocinar a restauração do prédio

Os voluntários da Casa do Contador de Histórias, ONG inscrita no projeto Serviços e Cidadania do IGRPCOM, até hoje formaram um corajoso grupo de caracóis, carregando literalmente a casa pra lá e pra cá. Há um ano, a instituição recebeu em forma de doação-comodato da Prefeitura de Curitiba um imóvel no centro histórico da capital paranaense (Rua Trajano Reis, 325).

O imóvel é antigoe de interesse de preservação pelo patrimônio histórico. E tal como uma casa cheia de histórias lapidadas pelo tempo, precisa de reforma (confira detalhe da fachada do imóvel na foto abaixo). Até agora, vigas e instalações elétricas e hidráulicas foram substituídas. No momento, está sendo construído um espaço para secretaria, biblioteca e um grande salão para reuniões.
 
O trabalho de restauração já está na metade e a equipe da Casa tem como meta terminá-lo até fevereiro de 2012. Para isso, a instituição precisa de ajuda. 
 
Como colaborar
 
Além dos diversos eventos, como café com histórias e baxares, está sendo lançada a campanha “Doadores do coração”. Para colaborar, é possível doar R$ 50 por mês, de agosto até fevereiro do ano próximo ano. Em contrapartida, o doador poderá receber ou presentear mensalmente alguém com uma história (via telefone ou podcast) e terá seu o nome inscrito em uma das paredes da casa.
 
Para ser um doador, basta preencher o cadastro que está no site da ONG. As doações poderão ser feitas em dinheiro, cheque ou depósito bancário.
 
A instituição
 
Fundada em 2003, em Curitiba, a Casa do Contador de Histórias é pioneira no Brasil nas atividades sociocomunitárias em contar histórias com fins terapêuticos em asilos, albergues, hospitais e escolas. São dez instituições atendidas, com um total de 16 grupos de ouvintes.
 
proximadamente 70 voluntários, entre contadores de histórias e grupos dedicados às atividades administrativas, trabalham para levar esperança e alegria para centenas de pessoas. Somente no primeiro semestre de 2011 foram contadas 521 histórias, com uma média de 736 ouvintes por mês.

 
Fonte: Casa do Contador de Histórias

 

 

 
 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.