11/06/2010

Aprendizado e respeito ao meio ambiente

Utilizacao da Gazeta do Povo em Campina Grande do Sul promove consicentizacao sobre a natureza

Com mais de uma década de experiência profissional – e sem nunca ter utilizado o jornal como instrumento pedagógico neste período, as professoras Roseli Vicentin e Elieda dos Passos Freitas Maciozek aceitaram um desafio: utilizar a Gazeta do Povo com suas turmas de 2º ano.
 
Trabalhando na Escola Municipal Antônio José de Carvalho, em Campina Grande do Sul, as professoras foram estimuladas pela supervisora educacional, Maria Rita Paula de Lima. “O jornal contextualiza o aprendizado, motiva os alunos e mostra novas práticas para os professores. Sempre tento estimular os professores a utilizarem”, explica a supervisora.
 
Com o estímulo, as professoras pensaram em uma prática significativa que envolvesse a turma em processo de alfabetização e que realmente se efetivasse. A escolha foi por combater um problema presente na comunidade: o correto descarte de lixo. O problema ambiental detectado motivou as duas professoras a lerem e debaterem com suas turmas textos sobre meio ambiente, reciclagem de lixo, correta destinação dos resíduos. Mas, era preciso promover as atividades de forma lúdica, dada a pouca idade dos estudantes.
 
“A leitura, discussão e interpretação dos textos era seguida pela construção de brinquedos feitos com sucata”, lembra a professora Elieda. Após a construção dos brinquedos, os alunos elaboravam textos relatando como fizeram. “De forrma simples, os estudantes aprenderam Língua Portuguesa, Ciências, Geografia, se alfabetizaram e ainda participaram de uma atividade ambiental”, relata a professora Roseli Vicentin.
 
Se, no início do ano, as professoras tinham que ler as notícias para seus alunos, ao final, os próprios alunos liam com desenvoltura. “Foi muito gratificante receber pais agradecendo pela realização do projeto e pela alfabetização de seus filhos”, lembra Roseli. A professora Elieda destaca outro resultado importante: “Os alunos tornaram-se mais críticos sobre a questão ambiental, percebendo que eles também podem fazer alguma coisa para contribuir com essa mudança”, conta.
 
O estudante Matheus von Dantes Lima é exemplo do resultado apontado por Elieda. “Achei muito legal descobrir mais sobre reciclagem de lixo. Agora, na minha casa e na escola sei o que fazer com o lixo. Tenho até vários brinquedos que eu mesmo fiz”, lembra.
 
 
***Este artigo foi extraído do Boletim de Leitura Orientada (BOLO), do Projeto Ler e Pensar. Edição nº 141, pg. 06.