17/01/2011

A partir de 2016, lâmpadas incandescentes não serão mais comercializadas

Substituição pelas lâmpadas fluorescentes, que duram mais e gastam menos, será gradativa.

Saem as lâmpadas comuns e entram as fluorescentes. Essa é a determinação do governo para 2016. A partir de então, as lâmpadas incandescentes, que estão na maioria das casas dos brasileiros, não serão mais comercializadas.
 
A reportagem do Bom Dia Paraná, da RPC TV, entrevistou um professor de engenharia elétrica, que explicou que a troca pode fazer diferença, já que a lâmpada fluorescente é 80% mais econômica do que a incandescente.
 

 

 

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de cookies , ao continuar navegando, você concorda com estas condições.